terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

Karate-do

O Pai do Karate Moderno



Gighin Funakoshi nasceu em 10 de novembro de 1868 em Yamakawa, Shuri, Distrito de Okinawa. Ele pertenceu a uma linhagem de samurais, cujo os familiares, em tempos remotos, foram vassalos dos nobres da Dinastia Ryukyu.
.
Aos 11 anos, com seu próprio esforço, ele fez nome na arte marcial no estilo RyuKyu. Começando seu treinamento com o Mestre Azato Anko, não demorou até que ele igualasse sua habilidade à de seu mestre, e dividiu com ele a honraria de ser o “mais completo” praticante dessa arte marcial em sua região. Ele também aprendeu Karate-jutsu (escrito com ideogramas que significam “Arte Marcial Manual Chinesa”) com o Mestre Itosu Anko. Os dois professores ficaram impressionados com sua nobreza de caráter.
.
Ao longo dos anos ele se esforçou em seus treinamentos e desenvolveu suas notáveis habilidades continuadamente. Mestre Funakoshi tornou-se presidente da Sociedade de Artes Marciais de Okinawa e instrutor na Escola de Okinawa. Então em 1922, já com 54 anos de idade, ele introduziu ao Ministro da Educação do Japão o Karate-jutsu de Okinawa. Este evento, que foi a primeira demostração pública no Japão, foi um grande sucesso. Agora, o antes desconhecido Mestre Gichin Funakoshi ganhou notoriedade instantânea no ciclo das Artes Marciais japonesas.
.
Imediatamente o fundador do Judô moderno, Jigoro Kano, convidou o Mestre Funakoshi e seu pupilo Shinkin Gima para uma demostração de Kata no Dojô Kodokan. A maciça presença do público lotou o dojô Kodokan. Foi tamanho o sucesso que o Mestre Funakoshi encontrou-se pressionado por todos os lados a permanecer em Tokyo.

Dr. Jigoro Kano, o fundador do Judô que foi amigo do Mestre Funakoshi
e deu suporte ao Karate no momento de sua entrada no Japão.
.
Animado com a oportunidade de promover amplamente a arte marcial que ele tanto se esforçou para introduzir no Japão, Mestre Funakoshi em seguida começou a ensiná-la no Meiseijuku de Tokyo, um dormitório para estudantes oriundos de Okinawa. Ainda em 1922, ele publicou o livro intitulado “Ryukyu Kempo Karate”. Foi a primeira documentação da arte Karate-jutsu no Japão. Seu livro era original e muito bem escrito, e imediatamente causou um frisson sem precedentes em torno do Karate.
.
Devido ao aumento da popularidade do Karate-jutsu, Mestre Funakoshi criou o primeiro ranking de graduação (Dan) em abril de 1924.
.
Na mesma época, com o incentivo de seu professor de Budismo, Gyodo Furukawa, do Templo Enkakuji, em Kamakura, Mestre Funakoshi começou a praticar Zen-Budismo. Ele refletiu sobre o conhecido ensinamento budista que diz: “form is emptiness and emptiness is form*. Ele percebeu a importância desse ensinamento para sua arte marcial, e finalmente mudou os ideogramas de Kara + te (“Chinesa” + “mão”) para Kara + te (“vazia” + “mão”)**.

Então, com a finalidade de consolidar a arte marcial de Okinawa em todo o Japão, Mestre Funakoshi compilou um completo sistema de técnicas e teoria, e padronizou os nomes do kata em japonês (antes era utilizada uma mescla de termos extraídos do Chinês e do dialeto local de Okinawa). Em 1929, após muita reflexão, ele também mudou o nome de Karate-jutsu (arte marcial manual chinesa) para Karate-do (o caminho das mãos vazias). Ele então definiu os ‘20 Preceitos do Karate' e estabeleceu a grande filosofia do Karate.
.
Finalmente, o Karate tomou um caminho próprio e estava ganhando popularidade por todo o Japão. O número de pessoas que desejavam começar a treinar crescia diariamente - tanto que se tornou difícil acomodar os alunos. Então, em 1939, Mestre Funakoshi fundou o Dojô Shotokan, construído com seus próprios recursos. (“Shoto” foi o primeiro pseudônimo utilizado em seus textos e poemas. “Shoto” significa “Ondas do Pinheiro” e remete ao som provocado pelo vento nos pinheiros, que lembra o som de ondas do mar.)
.
Nesse período, Mestre Funakoshi ensinou Karate a estudantes do colegial e de universidades. Como resultado, surgiram clubes de Karate nas instituições de ensino superior do Japão – o que é uma das razões de o Karate ter alcançado o respeito que tem hoje.
Com os ataques aéreos durante a 2ª Guerra Mundial, o Dojô Shotokan foi destruído e o crescimento do Karate foi abalado. Mas, depois da guerra, os seguidores de Funakoshi se reagruparam e, em 1949, eles formaram a Associação Japonesa de Karate (JKA), com Gichin Funakoshi como Supremo Mestre.

Em 10 de abril de 1957, o Ministro da Educação reconheceu oficialmente a JKA, e ela se tornou uma entidade legalmente instituída. Apenas dezesseis dias depois, com 89 anos de idade, Mestre Funakoshi faleceu. Um grande funeral público foi realizado no Ryogoku Kokugikan (Ginásio Nacional de Sumô), recebendo mais de 20 mil pessoas, incluindo vários nomes famosos que foram prestar homenagens.
.
Um monumento em memória ao Mestre Funakoshi foi erguido no Templo Enkakuji, em Kamakura. Membros da JKA visitam o monumento todo ano, sempre no dia 29 de abril, dia do Festival Shoto.

--------------
------
-

* A melhor versão do provérbio em português seria: “O vazio não tem forma, e ainda, não há forma com que o espaço vazio não se pareça”. E porque o vazio não tem forma ele pode conter tudo e pode se assemelhar a tudo.

** A título de esclarecimento, o ideograma “kara” possui mais de um significado (polissemia), podendo significar, dentre outras coisas, Chinês ou vazio, conforme o contexto.

---------

Fonte: Site da Associação Japonesa de Karate (JKA)
--------
Tradução do inglês: Rodrigo Ramthum e Ednei Ramthum


(textos) - (Blog Estilo Shotokan) - (vídeos)


----
------
contato: estiloshotokan@gmail.com

6 comentários:

Anônimo disse...

vixi maria! ou seja minha gente...

o karate tem um complexidade infinita e modos de aplicar no cotidiano e ,logico, dentro do dojo.

funakoshi foi um 'mestrããão'

ainda bem que ele se fixou na frase “O vazio não tem forma, e ainda, não há forma com que o espaço vazio não se pareça”. E porque o vazio não tem forma ele pode conter tudo e pode se assemelhar a tudo."

tenho que agradecer o budismos!(risos)

e parabens por ter traduzido isso.

Rodrigo Castro disse...

Gostei do blog, muita informação bacana e principalmente muita informação útil, o que é raro hoje em dia, parabéns pelo blog muito bom, só faço uma observação, creio que o título "PAI DO KARATE MODERNO" não seria muito apropriado uma vez que funakoshi foi o difusor de um karate que já existia e que ele introduzio a filosofia por ele desenvolvida principalmente durante o tempo em que teve em contato direto com a kodokan de jigoro kano até porque naquela época existiam mais de 78 tipos de karate diferente pelo mundo, o termo DIFUSOR não seria mais apropriado? gostaria de entender melhor essa parte!
parabéns e desde já muito obrigado!

Amanda Alcantara - Jornalista (PROFISSÃO) e Karateka (ETERNA VOCAÇÃO) disse...

Como faço para segui-lo? me interessou bastante o seu blog!

Pires disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pires disse...

"OZZ"

hallaf disse...

eu adoro esse cara eu já tou na faixa amarela

Loading...